segunda-feira, 12 de outubro de 2009

Nossas crianças

Gostava de quebrar meus brinquedos e arrancar a cabeça das minhas bonecas para "ver o que tinha dentro". Pra mim, aquilo tudo tinha vida: a boneca tinha cérebro, músculos, ossos, veias etc., e eu queria ver, descobrir o lado de dentro.

Ainda me vejo nos olhos deste bebê...

em 1974

.

Um comentário:

Paulo Henrique disse...

Querida Adriana!
Saúde.
Se estiveres on-line nas próximas horas, envie-me, por e-mail, os passos para instalar o sitemeter.

Beijos com sabor de vida!